Não existe adeus

Em derradeira orientação aos seus apóstolos, pouco antes do martírio, Jesus afirmou que não deixaria nenhum de seus irmãos em desamparo, enviando um Consolador. Hoje, diante de sofrimentos e desafios, temos na abençoada Doutrina Espírita codificada por Allan Kardec esse consolador prometido. A base do conforto está no princípio da reencarnação, que dá sentido à efemeridade da vida no plano físico, mostrando-nos que toda dor termina e, como nos disse Maria, mãe do Cristo, “Tudo passa”.

A fé raciocinada trazida pelo Espiritismo ensina que a morte é apenas a deterioração do corpo material e o Espírito é ser imortal. Tal crença planta em nossos corações a certeza do reencontro com todos os amigos e entes queridos que retornaram à Pátria Espiritual antes de nós. Abraçaremos novamente, conversaremos ainda mais uma vez, faremos planos cheios de esperança, pois o amor tece laços indestrutíveis. Não perdemos ninguém, o adeus não existe, nossas despedidas dizem apenas “Até logo”.

A saudade, sentimento presente até nos corações mais evoluídos, pode ser dor aguda, mas também bálsamo de alívio no cultivo de memórias felizes que antecedem um novo caminhar, lado a lado, seja na espiritualidade, seja ainda em outra oportunidade de reencarnação.

Leia as demais matérias do Videira de Novembro:

Fim de ano movimentado para o Departamento de Infância e Juventude

CEF promove obras e reformas para acessibilidade

Sala de Leitura aberta para retirada de livros por trabalhadores e estudantes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s